Compartilhar
Pardini quer revisão dos contratos de aluguel de imóveis

Pardini quer revisão dos contratos de aluguel de imóveis

O prefeito Mário Pardini reuniu seu secretariado na manhã desta sexta-feira (6) para anunciar que o governo municipal promoverá uma revisão geral nos contratos de aluguel de imóveis pagos pela Prefeitura. Essa é mais uma medida adotada com objetivo de reduzir despesas e combater a queda de arrecadação provocada pela crise econômica que assola o país.

A determinação é que cada secretaria avalie a possibilidade de trocar prédios alugados por imóveis que pertencem ao próprio município, reduzindo ao máximo o gasto com locações, hoje estimado em cerca de R$ 2,4 milhões por ano. “No início de governo acho importante gerar esse incômodo saudável. Nossos secretários estão sendo envolvidos na tarefa de gerar economia para os cofres da Prefeitura. A missão é que eles conheçam espaços públicos que possam ser ocupados”, cita Pardini.

Caso não seja possível a transferência para imóveis próprios, a palavra de ordem é abrir negociação com os proprietários dos imóveis alugados pelas secretarias, buscando uma redução de, pelo menos, 30% em relação aos valores praticados atualmente. Se houver negativa por parte dos locadores, os secretários estão autorizados a buscarem outro imóvel. “O desafio é buscar alternativas que além de gerar economia, acolham bem o cidadão e acomodem melhor os servidores. Tudo isso deve acontecer sem prejuízo à prestação de serviço”, orienta o prefeito.

Mais medidas – Outra determinação do novo prefeito é que haja um grande empenho por parte dos secretários para garantir a manutenção adequada dos prédios públicos e a conservação da cidade de forma geral. Pardini também mencionou sua preocupação com o planejamento e controle dos contratos de serviços contínuos. O objetivo é garantir prazos mais confortáveis para a execução adequada dos processos licitatórios.

“Além de evitar riscos de descontinuidade dos serviços também estaremos trabalhando para evitar de recorrer a aditivos ou contratos emergenciais. Essa é uma medida que contempla planejamento e ao mesmo tempo gera economia”, enfatiza.

LEIA TAMBÉM

Deixe uma resposta